PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL - PAP

programadeaprimoramento@emilioribas.sp.gov.br

 

O Processo Seletivo para o Programa de Aprimoramento Profissional é feito por meio de prova escrita, análise de currículo e entrevista. As inscrições ocorrem geralmente em setembro/outubro de cada ano. O início do programa se dá em março do ano seguinte com término previsto para o último dia útil de fevereiro no ano subsequente.

CLIQUE AQUI para ter acesso ao Edital de Abertura do Processo Seletivo para o PAP-IIER/2019 

(publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo em 28 de agosto de 2018 - Caderno Executivo 1, págs. 97 a 99).

Obs.: inscrições encerradas!

 

CLIQUE AQUI para ter acesso ao Edital de Convocação para a Primeira Fase 

com a lista dos inscritos e as respectivas datas e local da Prova Objetiva (já realizada).

CLIQUE AQUI para ter acesso ao Edital com as notas da Primeira Fase e Convocação para a Segunda Fase 

dos candidatos habilitados e as respectivas datas e horários da análise de curriculum vitae com entrevista (já realizada).

CLIQUE AQUI para ter acesso ao Edital com o Resultado

da Segunda Fase (análise de curriculum vitae com entrevista).

CLIQUE AQUI para ter acesso ao Edital com o Resultado Final e

a Classificação de todo o Processo Seletivo PAP-IIER 2019

Obs.: Esta é a última versão deste Edital, pois houve uma correção no resultado do Processo Seletivo do PAP-IIER na área de Enfermagem.

As convocações serão feitas a depender do número de bolsas de estudo a ser definido pela SES/SP.

Criado pelo Decreto Estadual nº 13.919 de 11/09/1979, o PAP é uma modalidade de pós-graduação lato sensu destinada a profissionais recém-graduados da área da saúde, exceto médicos. O PAP tem por função capacitar esses alunos para o exercício profissional em instituições credenciadas e vinculadas ao SUS. A filosofia do Programa - treinamento supervisionado para o exercício profissional – visa despertar no bolsista uma visão crítica e abrangente do SUS, capacitando-o para atuação diferenciada e qualificada dentro de suas áreas. A Resolução SS-7 de 12 de Janeiro de 1996 dispõe sobre o valor e o reconhecimento do PAP em qualquer concurso público realizado no âmbito do SUS/SP.

PAP - Epidemiologia Hospitalar

Duração: um ano

O Programa de Aprimoramento Profissional - PAP na área de Epidemiologia Hospitalar é voltado para enfermeiros e tem como objetivo geral proporcionar conhecimento teórico (20% da carga horária total do Programa) e prático (80% da carga horária total do Programa) em Vigilância Epidemiológica e Infecção Hospitalar.

As atividades são desenvolvidas de segunda a sexta-feira em período integral, totalizando 40 horas semanais e carga horária mínima ao término do programa de 1760 horas. O aprimorando tem direito a 30 dias de descanso remunerados (férias), divididos em 2 períodos de 15 (quinze) dias.

A sub-área de Vigilância Epidemiológica, com duração  de seis meses, oferece como conteúdo teórico treinamento básico condensado de epidemiologia, seguido por seminários com temas referentes a  sistemas de vigilância nas diferentes esferas de governo, indicadores de saúde, endemias e epidemias, declaração de óbito, organização de serviços de saúde, ética profissional, doenças de notificação compulsória (AIDS, tuberculose, meningite) imunizações, além das paralisias flácidas, hepatites B e C, febre tifóide, dengue, febre amarela, doenças exantemáticas, leptospirose e difteria.

O conteúdo prático consiste na busca ativa de casos de Doenças de Notificação Compulsória (DNC) e outros agravos de interesse para Saúde Pública em pacientes atendidos no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na investigação epidemiológica a partir do preenchimento das fichas específicas para cada DNC, na avaliação da situação vacinal em pacientes internados e na consolidação e análise de doenças notificadas pelo Serviço de Epidemiologia (Banco de Dados SINAN e EPITB). Os bolsistas frequentam  ainda curso teórico-prático no Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria de Estado da Saúde do Estado de São Paulo.

A sub-área de Infecção Hospitalar, também com duração prevista de seis meses, é desenvolvida no Centro de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do IIER e tem como conteúdo teórico: legislação no controle de infecção hospitalar, vigilância de infecções hospitalares, medidas de prevenção e controle das principais infecções nosocomiais, precauções e isolamentos, higienização de áreas, limpeza, desinfecção e esterilização de artigos, fundamentos de biossegurança, controle de surtos, controle de antimicrobianos, microorganismos causadores de infecção hospitalar, mecanismos de resistência bacteriana,infecções hospitalares em unidades especiais (UTI, unidades de diálise, serviço de endoscopia etc). Este conteúdo é aplicado na forma de seminários ou estudos dirigidos pelos técnicos do Núcleo Executivo da CCIH.

O conteúdo prático consiste na busca ativa de casos de infecção em pacientes internados, investigação de possíveis surtos, aplicação de treinamento em controle de infecção hospitalar para funcionários, auditoria nas áreas de apoio, elaboração de protocolos de antissepsia, desinfecção e esterilização, elaboração e análise de relatórios de infecção hospitalar, investigação e acompanhamento de casos ambulatoriais de acidentes ocupacionais com exposição a fluidos biológicos. É previsto um estágio externo, em hospital geral, complementando informações e visando experiência prática na vigilância de berçários e serviços de cirurgia. Os aprimorandos participam ainda de Atividades Interdisciplinares junto com os demais colegas de outras áreas do PAP baseadas na discussão de casos e aulas complementares.

Ao término do programa o aprimorando deverá entregar e apresentar trabalho de conclusão de curso (monografia) elaborado durante o ano sob a orientação de um dos supervisores da área, sendo esse  pré-requisito para o recebimento do certificado de conclusão do programa.

A avaliação do aprimorando é realizada ao longo do programa e são considerados os seguintes critérios: interesse pelo aprendizado, responsabilidade profissional e ética, raciocínio clínico e postura interdisciplinar.

PAP - Nutrição Hospitalar

Duração: um ano

O programa de Aprimoramento Profissional (PAP) em Nutrição Hospitalar tem como objetivo orientar e capacitar nutricionistas para o desempenho da terapia nutricional hospitalar, oferecendo conhecimento científico na área de doenças infecciosas, bem como medidas de prevenção, controle e tratamento estimulando uma visão critica do sistema de saúde e assim oferecendo ao mercado de trabalho profissionais capazes de dinamizar as ações básicas de saúde.

As atividades são desenvolvidas de segunda a sexta feira em período integral, totalizando 40 horas semanais e carga horária de 1760 horas. Destas, 80% são destinadas às atividades práticas e 20% às teóricas, entre elas a elaboração de trabalho de conclusão de curso (monografia). O aprimorando tem direito a 30 dias de descanso remunerados (férias).

O programa será desenvolvido em três módulos:
1. Avaliação, Planejamento e Acompanhamento Nutricional dos pacientes nas unidades de internação;
2. Assistência Nutricional Ambulatorial e em Hospital Dia;
3. Visita Domiciliar a Casas de Apoio e Nutrição em Cuidados Paliativos.

Alguns dos temas abordados ao longo da programação:

- Módulo teórico de Doenças Infectocontagiosas virais,            

  bacterianas, fúngicas e parasitárias;
- SUS; IX, X, XI e XII Conferência Nacional de Saúde;

- PACCS e PSF;
- Métodos de Avaliação Nutricional;
- Avaliação e Terapia Nutricional em Pediatria;
- Planejamento e Acompanhamento Nutricional;
- Terapia Nutricional Enteral;
- Tratamento dietoterápico em condições especiais (HIV/Aids);
- Tratamento dietoterápico em pacientes críticos (UTI);
- Terapia Nutricional nas Hepatopatias;
- Cuidados Paliativos e Nutrição.
A monografia deverá ser elaborada e apresentada dentro do ano letivo sob a orientação de um dos supervisores da área, sendo pré-requisito para o recebimento do certificado de conclusão do programa .

Os critérios empregados para a avaliação do aprimorando serão o interesse pelo aprendizado, a responsabilidade profissional e ética, o raciocínio clínico e a postura interdisciplinar.

PAP - Serviço Social

Duração: um ano

O Serviço Social faz parte da equipe multidisciplinar do IIER há mais de quarenta anos e é campo de estágio há quinze.

O Programa de Aprimoramento de Serviço Social (PAP) em Saúde Pública tem por finalidade propiciar ao Assistente Social recém-graduado uma aprendizagem teórica-prática de modo a capacitá-lo para  atuação na área da Saúde focada em Doenças Infecciosas, estimulando a visão crítica do Sistema Único de Saúde e suscitando a busca e a elaboração de novos projetos e pesquisas nessa área.

São objetivos do PAP nesta área: conhecer as principais doenças infecciosas, seu tratamento, prevenção e suas implicações sociais; despertar no aprimorando a percepção sobre as implicações sociais de estar doente; refletir sobre a contribuição do Serviço Social como membro de equipe multidisciplinar atuante no meio hospitalar; incentivar e possibilitar a participação do aprimorando nos programas e projetos de apoio social desenvolvidos no IIER na assistência aos usuários e seus familiares; promover reflexão sobre os princípios éticos e humanitários da profissão relacionados às demandas sociais atendidas; treinar o assistente social no manejo dos instrumentos pertinentes (Ficha Social) na prática profissional.

Durante o programa serão atendidos usuários nas Unidades de Internação, Pronto-Socorro, Ambulatório e Hospital Dia, além dos serviços de Atendimento Domiciliar Terapêutico (ADT), de Cuidados Paliativos e o Grupo de Estudo do Serviço Social em DST/AIDS - SP – GESSAE, sempre sob a supervisão dos assistentes sociais do IIER.

Ao término do programa, o assistente social estará apto para atuar em diferentes áreas dentro de Unidades Hospitalares ligadas ou não ao SUS, bem como a pacientes externos, em Casas de Apoio ou ONGs.

As atividades são desenvolvidas de segunda a sexta feira em período integral, totalizando 40 horas semanais e carga horária de 1760 horas. Destas, 80% são destinadas às atividades práticas e 20% às teóricas, entre elas a elaboração de trabalho de conclusão de curso (monografia). O aprimorando tem direito a 30 dias de descanso remunerados (férias).

Ao término do programa o aprimorando deverá entregar e apresentar trabalho de conclusão de curso (monografia) elaborado durante o ano sob a orientação de um dos supervisores da área, sendo esse  pré-requisito para o recebimento do certificado de conclusão do programa.

A avaliação do aprimorando é realizada ao longo do programa e são considerados os seguintes critérios: interesse pelo aprendizado, responsabilidade profissional e ética e postura interdisciplinar.

O aprimorando deverá entregar e apresentar monografia sob a orientação de um dos supervisores da área para o recebimento do certificado de conclusão do PAP.

Duração: um ano

O Programa de Aprimoramento Profissional – PAP na área de Enfermagem em Infectologia tem por finalidade aprimorar e aperfeiçoar a prática profissional nesta área visando complementar a formação universitária quanto às práticas assistenciais pertinentes.

As atividades são desenvolvidas de segunda a sexta-feira em período integral, totalizando 40 horas semanais e carga horária mínima ao término do programa de 1760 horas. Destas, 80% são destinadas às atividades práticas e 20% às atividades teóricas, entre elas a elaboração e redação de trabalho de conclusão de curso (monografia). O aprimorando tem direito a 30 dias de descanso remunerados (férias) por ano letivo.

Os campos de estágio do PAP - Enfermagem em Infectologia correspondem às seguintes unidades do IIER: Terapia Intensiva (UTI), Pronto Socorro, Ambulatório, Hospital Dia, Unidades de Internação, CCIH, Epidemiologia Hospitalar, Sala de Imunizações, Setor de Coleta, Radiologia e Cuidados Paliativos. Existem ainda dois estágios externos realizados no Centro da Saúde Escola Geraldo de Paula Souza da Faculdade de Saúde Pública da USP e no Centro de Vigilância Epidemiológica “Alexandre Vranjack” da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

Os aprimorandos participam ainda de Atividades Interdisciplinares junto com os demais colegas de outras áreas do PAP baseadas na discussão de casos e aulas complementares.

A monografia deverá ser orientada por profissionais do IIER e ser apresentada dentro do período letivo do programa, sendo pré-requisito para o recebimento do certificado de conclusão do PAP.

A avaliação do aprimorando considera critérios e atitudes manifestados no decorrer dos estágios e atividades teórico-práticas como por exemplo o interesse pelo aprendizado, a responsabilidade profissional, o raciocínio clínico e a postura interdisciplinar.

PAP - Enfermagem em Infectologia
PAP - Psicologia Hospitalar

Duração: um ano

O Programa de Aprimoramento Profissional (PAP) em Psicologia Hospitalar do IIER tem por objetivo proporcionar aos psicólogos treinamento assistencial em ambiente hospitalar, complementando assim a formação universitária referente à prática não contemplada na graduação, estimulando ainda a visão crítica do sistema de saúde para oferecer ao mercado de trabalho profissionais capazes de dinamizar as ações básicas de saúde.

O programa é desenvolvido nas Unidades de Internação e ambulatório do IIER, onde são atendidos adultos, adolescentes e crianças, supervisionados pelos Psicólogos do Instituto.

As atividades são desenvolvidas de segunda a sexta feira em período integral, totalizando 40 horas semanais e carga horária de 1760 horas. Destas, 80% são destinadas às atividades práticas e 20% às teóricas, entre elas a elaboração de trabalho de conclusão de curso (monografia). O aprimorando tem direito a 30 dias de descanso remunerados (férias).

A programação teórica tem por finalidade fixar como a contextualização do trabalho hospitalar, avaliação psicológica, intervenções e Metodologia Científica. Esta última é direcionada já para a elaboração da monografia que deverá ser elaborada, entregue e apresentada dentro do ano letivo e é pré-requisito para o recebimento de certificado de conclusão do PAP.

Os aprimorandos participam ainda de Atividades Interdisciplinares junto com os demais colegas de outras áreas do PAP baseadas na discussão de casos e aulas complementares.

A avaliação do aprimorando é realizada ao longo do programa e os critérios empregados são: interesse pelo aprendizado, responsabilidade profissional e ética, raciocínio clínico e postura interdisciplinar.

PAP - Análises Clínicas e Laboratoriais

Duração: um ano

As atividades do Programa de Aprimoramento Profissional (PAP) em Análises Clínicas e Laboratoriais são desenvolvidas de segunda a sexta feira em período integral, totalizando 40 horas semanais e carga horária de 1.760 horas. Destas, 80% são destinadas às atividades práticas e 20% às teóricas, entre elas a elaboração  de  trabalho  de  conclusão  decurso (monografia). O

aprimorando tem direito a 30 dias de descanso remunerados (férias) no ano.

Os aprimorandos estagiam em áreas distintas como Hematologia, Coagulação, Bioquímica de sangue e urina, Microbiologia, Imunologia, Biologia Molecular, Parasitologia, Líquido Cefalorraquidiano etc que envolvem aprendizado na coleta de vários tipos de amostras biológicas, no emprego de técnicas laboratoriais manuais, utilização de equipamentos semi-automatizados e automatizados, preparo de insumos e reagentes, controle de qualidade interno e externo, além de microscopia óptica comum e de fluorescência, entre outros.

A formação dos aprimorandos visa não apenas alcançar expertise para obter diagnósticos acurados, mas que também se reflitam nas diversas áreas relacionadas à Saúde Pública e ao controle de infecção hospitalar.

Ao término do programa o aprimorando deverá entregar e apresentar trabalho de conclusão de curso (monografia) elaborado sob a orientação de um dos supervisores da área, sendo esse  pré-requisito para o recebimento do certificado de conclusão do programa.

A avaliação do aprimorando é realizada ao longo do programa e são considerados os seguintes critérios: interesse pelo aprendizado, habilidade técnica, responsabilidade profissional e ética, raciocínio clínico e postura interdisciplinar.