O Instituto de Infectologia Emilio Ribas é uma das mais antigas instituições públicas do Brasil em atividade até hoje. É um hospital especializado no tratamento de doenças infecciosas com atendimento 100% voltado aos usuários do SUS - Sistema Único de Saúde.

Localizado no que se chama hoje de "Quadrilátero da Saúde" da cidade de São Paulo, ao lado do metrô Clínicas, o Instituto de Infectologia Emílio Ribas era conhecido 130 anos atrás como Hospital de Isolamento - como o nome bem dizia, era isolado de tudo e de todos...

Atualmente em processo de reestruturação e modernização, sua complexidade é de nível terciário, onde é possível realizar consultas, exames laboratoriais e de imagem, procedimentos cirúrgicos e internações num único lugar.

Conta com profissionais dedicados e especializados que conferem ao hospital, já desde o início do século 19, um dos melhores centros de atendimento em doenças infecto-contagiosas do país.

Muita história prá contar...

 

Reconhecido por sua importância assistencial na saúde pública brasileira, o Instituto de Infectologia Emílio Ribas também se destaca por sua vocação para o ensino e a pesquisa. Ao longo de sua história formou e capacitou um sem número de profissionais (ex-internos, residentes, estagiários e pós-graduandos) que hoje atuam em todo o Brasil e no exterior, embasados sempre pelos mesmos ideais e valores que aqui persistem desde o início: a ética, a excelência, o humanismo, o pioneirismo e a sustentabilidade.

As imagens e dados apresentados nesta página foram extraídos do livro DO LAZARETO DOS VARIOLOSOS AO INSTITUTO DE INFECTOLOGIA EMÍLIO RIBAS: 130 ANOS DE HISTÓRIA DA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL, de autoria de Cytrynowicz MM, Cytrynowicz R e Stücker A.

São Paulo, Narrativa Um, 2010. 192p.

© 2017 - Diretoria da Divisão Científica - Instituto de Infectologia Emílio Ribas

Av. Dr. Arnaldo, 165 - Metrô Clínicas - São Paulo/SP

(não dispomos de vagas para estacionamento)

Tel.: (11)3896-1200

Obs.: a diagramação deste site foi realizada e funciona melhor no Google Chrome.

Apoio CEER.png