COMITÊ DE HUMANIZAÇÃO DO EMÍLIO RIBAS – CHER 

É um órgão interno do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, instituído em 31 de julho de 2007 pelo Diretor Técnico e conta com a participação de representantes de todos os serviços da instituição. Os princípios que norteiam a atuação do CHER são os preconizados pela Política Nacional de Humanização, nos quais o SUS humanizado é aquele que reconhece o outro como legítimo cidadão de direito e de fato e valoriza os diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde.

  • Valorização da dimensão subjetiva, coletiva e social em todas as práticas de atenção e gestão no SUS, fortalecendo o compromisso com os direitos do cidadão, destacando-se o respeito às reivindicações de gênero, cor/etnia, orientação/expressão sexual e de segmentos específicos (populações negra, do campo, extrativistas, povos indígenas, remanescentes de quilombos, ciganos, ribeirinhos, assentados etc);

  • Fortalecimento de trabalho em equipe multiprofissional, fomentando a transversalidade e a grupalidade;

  • Apoio à construção de redes cooperativas, solidárias e comprometidas com a produção de saúde e com a produção de sujeitos;

  • Construção de autonomia e protagonismo dos sujeitos e coletivos implicados na rede do SUS;

  • Co-responsabilidade desses sujeitos nos processos de gestão e atenção;

  • Fortalecimento do controle social com caráter participativo em todas as instâncias gestoras do SUS;

  • Compromisso com a democratização das relações de trabalho e valorização dos trabalhadores da saúde, estimulando processos de educação permanente;

  • Valorização da ambiência, com organização de espaços saudáveis e acolhedores de trabalho.

 

O CHER é um espaço coletivo, organizado, participativo e democrático, que se destina a empreender uma política institucional da humanização na assistência à saúde, em benefício dos usuários e dos profissionais da instituição. Estão envolvidos diretamente com o Projeto de Humanização da Instituição os seguintes setores, além das Parcerias:

 

• Ouvidoria – Estabelece um canal de comunicação entre o Instituto e o usuário, atuando na prevenção e gerenciamento de conflitos de forma democrática e transparente, fortalecendo a cidadania.

 

• Programa Conte Comigo – Visa proporcionar um atendimento de qualidade, personalizado ao cidadão, possibilitando acesso a todas as informações sobre os serviços prestados no Instituto, dirimindo dúvidas, onde os usuários possam avaliar, opinar, dar sugestões, fazer reclamações ou elogios aos serviços prestados.

 

• Programa Classe Hospitalar  Visa minimizar os efeitos negativos da internação, proporcionando o direito da criança e do adolescente de ter acesso e/ou dar continuidade as atividades escolares, evitando sua exclusão, contribuindo para a reintegração na sociedade, trabalhando os aspectos psicopedagógicos, a fim de atender suas necessidades físicas, cognitivas e afetivas, durante o período de internação hospitalar.

 

• Brinquedoteca  É um espaço implantado nas unidades de atendimento pediátrico que tem por objetivo proporcionar às crianças e adolescentes a oportunidade de brincar de forma enriquecedora, bem como, ser um espaço dedicado ao lazer, busca de conhecimentos e apoio à educação, incentivando a integração e a interação entre pacientes, acompanhantes, familiares e equipe multiprofissional.

 

• Biblioteca Circulante – Esse projeto teve início em 13 de agosto de 2008 e tem como objetivo atender aos funcionários e pacientes ambulatoriais, emprestando livros, revistas, CDs e DVDs (musica e filmes) de seu acervo. Atende de segunda a sexta-feira das 9h as 15h e terça e quinta-feira de 13h a 19h, conforme solicitação dos funcionários, registradas nas oficinas de Café na Roda.

© 2017 - Diretoria da Divisão Científica - Instituto de Infectologia Emílio Ribas

Av. Dr. Arnaldo, 165 - Metrô Clínicas - São Paulo/SP

(não dispomos de vagas para estacionamento)

Tel.: (11)3896-1200

Obs.: a diagramação deste site foi realizada e funciona melhor no Google Chrome.

Apoio CEER.png